Pular para o conteúdo principal

UMA LENDA, DUAS LENDAS , TANTAS LENDAS - PROJETO DIDÁTICO - LER E ESCREVER - O DONO DA LUZ


UMA LENDA, DUAS LENDAS , TANTAS LENDAS  - PROJETO DIDÁTICO - LER E ESCREVER - O DONO DA LUZ

 

No princípio, todo mundo vivia nas trevas. Os waraos procuravam o que comer na escuridão, e a única luz que conheciam provinha do fogo que obtinham da madeira. Não existiam então nem o dia nem a noite.

Um dia, um homem que possuía duas filhas ficou sabendo que existia um jovem que era dono da luz. Então, chamou a filha mais velha e disse-lhe:

- Vá até onde se encontra o jovem dono da luz e traga-o para mim.

Ela fez sua trouxa e partiu. Mas encontrou pela frente muitos caminhos e acabou tomando um que a levou até a casa do veado. Ali conheceu o animal e acabou se distraindo a brincar com ele.

Em seguida, voltou à casa do pai, porém sem trazer a luz.

Então o pai decidiu enviar a filha mais nova.

- Vá até onde se encontra o jovem dono da luz e traga-o para mim.

A jovem tomou o caminho certo e, depois de muito andar, chegou à casa do dono da luz e disse-lhe:

- Vim conhecê-lo, ficar um pouco com você e obter a luz para o meu pai.

O dono da luz lhe respondeu:

- Eu já esperava você. Agora que chegou, viverá comigo.

Então o jovem pegou um baú de junco que tinha a seu lado e, com muito cuidado, abriu-o. A luz iluminou imediatamente seus braços e seus dentes brancos. Iluminou também os cabelos e os olhos negros da jovem.

Foi assim que ela descobriu a luz. O jovem, depois de mostrar a luz à moça, voltou a guardá-la.

Todos os dias, o dono da luz a tirava do baú para que se fizesse a claridade e ele pudesse se distrair com a jovem. E assim foi passando o tempo. Até que a moça se lembrou de que tinha de voltar para casa e levar ao pai a luz que viera buscar.

O dono da luz, que já tinha ficado amigo da moça, deu a ela, de presente, a luz.

- Tome a luz, leve-a para você.Assim poderá ver tudo.

A jovem regressou à casa do pai e entregou-lhe a luz fechada no baú de junco. O pai pegou o baú, abriu-o e pendurou-o num dos paus que sustentavam a palafita em que moravam. De imediato, os raios de luz iluminaram a água do rio, as folhas dos magues e os frutos do cajueiro.

Quando, nos vários povoados do delta do rio Onicono, espalhou-se a notícia de que existia uma família que possuía a luz, os waraos começaram a vir conhecê-la. Chegaram em seus ubás do ria Araguabisi, do ria Mánamo e do rio Amacuro. Eram ubás e mais ubás, cheias de gente e mais gente.

Até que chegou um momento em que a palafita já não podia aguentar o peso de tanta gente maravilhada com a luz. E ninguém ia embora, pois ninguém queria continuar vivendo na escuridão, já que com a claridade a vida era muito mais agradável.

Por fim, o pai das moças não pôde mais suportar tanta gente dentro e fora de sua casa.

- Vou pôr fim nisto - disse - Todos querem a luz? Pois lá vai ela!

E com um soco quebrou o baú e atirou a luz ao céu. O corpo da luz voou para o leste, e o baú, para o oeste. Do corpo de luz fez-se o sol, e do baú em que ela estava guardada surgiu a lua, cada um de um lado.

Mas, como eles ainda estavam sob o impulso da força do braço que as lançaram longe, sol e lua andavam muito rápido. O dia e a noite eram, assim, muito curtos, e a cada instante amanhecia e anoitecia.

Então o pai disse à filha mais nova:

- Traga-me uma tartaruga.

Quando a tartaruga chegou às suas mãos, esperou que o sol estivesse sobre sua cabeça e lançou-a a ele, dizendo-lhe:

- Tome esta tartaruga. É sua, é um presente que lhe dou. Espere por ela.

A partir desse momento, o sol ficou esperando a tartaruguinha. E, no dia seguinte, ao amanhecer, viu-se que o sol caminhava lentamente, como a tartaruga, exatamente como anda hoje em dia, iluminando até que a noite chegue.


(fonte: Como surgiram os seres e as coisas, Coedição latino-americana, 1987)



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROJETO ANIMAIS DO MAR - TUBARÃO AZUL - FICHA TÉCNICA

PROJETO ANIMAIS DO MAR - TUBARÃO AZUL - FICHA TÉCNICA

FICHA TÉCNICA DO ANIMAL MARINHO:

NOME: TUBARÃO AZUL

PESO: DE 70 A 240 KG.

COMPRIMENTO: OS ADULTOS CHEGAM A MEDIR CERCA DE 4 METROS, 

MAS ESTÃO ENTRE OS MENORES DOS ASSIM CHAMADOS "GRANDES 

TUBARÕES".

ONDE VIVE: MARES TROPICAIS E TEMPERADOS DO MUNDO INTEIRO, 

PREFERINDO NADAR EM MAR ABERTO.

ALIMENTAÇÃO: ALIMENTAM-SE DE LULAS E PEQUENOS PEIXES EM 

QUALQUER LUGAR, DESDE A SUPERFÍCIE ATÉ 450 METROS DE 

PROFUNDIDADE.

POEMAS HOMENAGEANDO A BANDEIRA NACIONAL

POEMAS - DIA DA BANDEIRA



*****************************************************************************

Poesia dia da bandeira
Dia da bandeira
19 de novembro É o dia da bandeira
É pra se comemorar 
Sem levar na brincadeira

Símbolo de uma nação
Orgulho do nosso coração
Ao vê-la tremular
Ao som de sua canção.
Nossa bandeira Soberana entre as nações
És a mais belas
Entre todos os brasões.
Das suas cores Retiramos nossos tesouros
Por ela nos orgulhamos
Enchemos-nos de grandes valores.
Do seu verde temos a cor Nossas belas  florestas
Repleto de grandiosa fauna
E rica em sua flora.
Do amarelo esplendoroso Extraímos nossa riqueza
Do azul temos nosso céu
Do branco a paz de um país harmonioso.
Nossa bandeira É nosso manto
Onde hasteada
Enche-nos de brio 
Representando nosso Brasil. 

Wagner Poeta
******************************************************** U

PROJETO ANIMAIS DO MAR - CARANGUEJO - FICHA TÉCNICA

PROJETO ANIMAIS DO MAR - CARANGUEJO - FICHA TÉCNICA


FICHA TÉCNICA DO ANIMAL MARINHO:


NOME:  CARANGUEJO.

PESO: DE 1 A 20 QUILOS.

COMPRIMENTO:  CERCA DE 9 A 20 CENTÍMETROS EM MÉDIA.

ONDE VIVEM: NAS REGIÕES DE MANGUES  (VER TEXTO DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA).

ALIMENTAÇÃO:  MOLUSCOS, TATUÍRAS, VEGETAIS E RESTOS DE ANIMAIS 

MORTOS.

FILHOTES:  NASCEM DE OVOS.