Pular para o conteúdo principal

SOMENTE LOBOS... O CORDEIRINHO BRANCO - TEXTO


HISTÓRIAS INFANTIS - SOMENTE LOBOS... O 

CORDEIRINHO BRANCO




No bosque da nossa história correu, em certa altura, a notícia de que o Cordeirinho Branco ia dar uma festa a todos os seus amigos, os animaizinhos do lugar.

-Só falta o Rato -disse o senhor Pato, quando iam em grupo para a casa do Cordeirinho Branco.

-Quem é que perguntou por mim? -interrogou o senhor Rato, aparecendo. -Foi o senhor Pato -disse o Gato.

-Se eu me chamo Renato? -perguntou o Rato, que era muito surdo.

A Gazela, o Cão, o Esquilo, a Preguiça, o Grilo, o Gato, o Porco e o senhor Pato explodiram a rir às gargalhadas. E, todos bem dispostos, chegaram à casa do Cordeirinho Branco. 

-Passem -disse este. -Preparei um bolo delicioso.

-Todos gostamos muito de ti -disse o Porco. -E não estou a dizer isso por causa do bolo. Quem é que está a ressonar?

-A Preguiça -disseram todos ao mesmo tempo. Com efeito, a Preguiça dormia confortavelmente numa sólida cadeira.

-Aí chega a senhora dona Vaca! -anunciou o Esquilo.

-Bem cansada que eu venho! -disse a Vaca. -Deixa-me sentar. Estes sapatos são uma tortura. 

A Preguiça foi desalojada da cadeira onde dormia, para deixar sentar nela a senhora dona Vaca...que, ao sentar-se, espatifou-a toda! Aquele acontecimento foi muito celebrado por todos os convidados do Cordeirinho Branco, mas sem má 

intenção. Nunca se tinham rido tanto! -O que é que acontece? -perguntou o senhor Rato, que não vira o que tinha acontecido.

-Caiu a senhora dona Vaca! -disse o Grilo.

-O que é que tens na saca? 

Este novo engano do senhor Rato e outros incidentes igualmente engraçados, animaram a festa de maneira tal, que os animaizinhos declararam nunca se terem divertido tanto. 

Mas uma personagem sinistra vigiava a casa do Cordeirinho Branco: o Lobo! Ele tinha-se mascarado convenientemente para enganar os pobres animaizinhos e devorá-los a todos.

-Riam, riam, seus tolos! disse. Daqui a pouco sou eu a rir!

E bateu à porta da casinha, dizendo:

-Sou a Duquesa do Chapéu Grande. 

Abriram-lhe a porta e ele, ao ver todos os animaizinhos ali juntos, lambeu-se todo. Ninguém suspeitou de nada e continuaram com a festa. Organizaram um baile com orquestra própria que resultou uma maravilha. Até o Lobo dançou, se bem que pessimamente.

  Mas o senhor Porco, num dos passos da dança, pisou a saia da falsa duquesa... e deixou o Lobo a descoberto!


-Vamos todos a ele! -disseram os animaizinhos.
E deram tal tareia ao Lobo que este fugiu para nunca mais aparecer, e os convidados da festa puderam saborear em paz o bolo do Cordeirinho Branco.

(O lobo pensava que ia enganar os outros mas afinal foi logo desmascarado!)

Colori, colorado, está o conto acabado!

*********************************************

TAREIA - SIGNIFICA QUE DERAM UMA SOVA OU SURRA NO LOBO, POR ISSO ELE FUGIU.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

PROJETO ANIMAIS DO MAR - TUBARÃO AZUL - FICHA TÉCNICA

PROJETO ANIMAIS DO MAR - TUBARÃO AZUL - FICHA TÉCNICA

FICHA TÉCNICA DO ANIMAL MARINHO:

NOME: TUBARÃO AZUL

PESO: DE 70 A 240 KG.

COMPRIMENTO: OS ADULTOS CHEGAM A MEDIR CERCA DE 4 METROS, 

MAS ESTÃO ENTRE OS MENORES DOS ASSIM CHAMADOS "GRANDES 

TUBARÕES".

ONDE VIVE: MARES TROPICAIS E TEMPERADOS DO MUNDO INTEIRO, 

PREFERINDO NADAR EM MAR ABERTO.

ALIMENTAÇÃO: ALIMENTAM-SE DE LULAS E PEQUENOS PEIXES EM 

QUALQUER LUGAR, DESDE A SUPERFÍCIE ATÉ 450 METROS DE 

PROFUNDIDADE.

POEMAS HOMENAGEANDO A BANDEIRA NACIONAL

POEMAS - DIA DA BANDEIRA



*****************************************************************************

Poesia dia da bandeira
Dia da bandeira
19 de novembro É o dia da bandeira
É pra se comemorar 
Sem levar na brincadeira

Símbolo de uma nação
Orgulho do nosso coração
Ao vê-la tremular
Ao som de sua canção.
Nossa bandeira Soberana entre as nações
És a mais belas
Entre todos os brasões.
Das suas cores Retiramos nossos tesouros
Por ela nos orgulhamos
Enchemos-nos de grandes valores.
Do seu verde temos a cor Nossas belas  florestas
Repleto de grandiosa fauna
E rica em sua flora.
Do amarelo esplendoroso Extraímos nossa riqueza
Do azul temos nosso céu
Do branco a paz de um país harmonioso.
Nossa bandeira É nosso manto
Onde hasteada
Enche-nos de brio 
Representando nosso Brasil. 

Wagner Poeta
******************************************************** U